Caderno, caderno meu!

IMG_4407

“Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco
Até o be-a-bá.
Em todos os desenhos
Coloridos vou estar
A casa, a montanha
Duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel… “

Esse é um trecho da música “O Caderno” do Toquinho, se você não conhece procure no Google e veja como ela é linda.

Você já parou para pensar como a gente tem sempre um caderno na nossa vida?

Crianças bem pequenas imaginam o mundo através de cadernos de desenho, na escola enchemos folhas e folhas com anotações e quando crescemos temos aquele caderno na bolsa para anotar as ideias borbulhantes.

Estou sempre escrevendo e nada substitui o papel. Sem dúvida adoro o meu computador e sei que a cada dia nossos smartphones ficam mais poderosos, mas o ato de escrever à mão me fascina e segundo os cientistas melhora o raciocínio e a memória.

E você que gosta de produtos autênticos e feitos à mão com certeza está no lugar certo.

Estou aqui sempre disposta a entender o que importa para você e como meus produtos podem mudar sua vida. Um simples caderno pode encher o mundo com as suas ideias, desenhos e o que mais vier à cabeça.

Estou sempre pesquisando tendências, fazendo cursos para aperfeiçoar a técnica e buscando novidades.

Por isso, deixe um comentário, assine a newsletter, envie uma sugestão pelo contato. Fique à vontade!

Bisous,
Margot

Como deixar sua mãe feliz!

O Dia das Mães está chegando e você gostaria de fazer alguma coisa especial, certo?

Então neste domingo mostre o quanto ela é importante para você:

– prepare um café da manhã com tudo que ela adora;

– não compre um único presente, mãe é que nem criança, adora ganhar presentes;

– faça um cartão escrito à mão, nada de cartão impresso (assinando a newsletter essa semana, você vai receber algumas ideias para criar o seu próprio cartão);

– que tal levá-la a seu restaurante favorito? Mãe não deve ir para cozinha nesse dia especial; e

– se ela é fanática por cozinha e não vai a um restaurante nem amarrada, chegue mais cedo e arrume a mesa de um jeito especial.

Pronto! Agora que despertei a sua criatividade, mãos à obra, use e abuse da imaginação e deixe sua mãe mais feliz!

Bisous,

Margot

Pausa na vida agitada

por_do_sol

Quem não precisa de uma pausa para recarregar as baterias, viajar, meditar, dar um mergulho no mar, ver o pôr-do-sol, ler um bom livro na varanda de casa, cada um encontra o seu jeito mas queria falar para vocês sobre um momento mágico que eu amo muito.

Eu adoro o fim de tarde, adoro o colorido que esse momento trás, aqui no Rio de Janeiro temos várias oportunidades de curtir um belo pôr-do-sol mas um dos mais belos com certeza acontece no posto 8 em Ipanema.

Não fui criada na praia… Quando criança morava no Grajaú e ir à praia era um evento planejado com muita antecedência, saca aquele isopor cheio de sanduíches para passar o dia? Hoje em dia vou mais, primeiro porque meu marido ama praia e porque tenho uma filha pequena que é igual ao pai.

Para mim ir à praia no final da tarde é o melhor horário! Além de ser muito agradável já não está aquele calorão típico do verão carioca, a praia começa a esvaziar e só ficam os que querem curtir aquele momento único em que o sol mergulha no mar e deixa o céu alaranjado.

Esse ano não tirei férias mas meu marido e filha tiraram. Num belo dia de janeiro recebi uma ligação deles no trabalho: “Vem para Ipanema está um dia lindo e promete um belo pôr-do-sol”.

Peguei um táxi correndo e fui para lá de roupa de trabalho mesmo. Curtimos um momento mágico em plena quinta-feira e ali pensei, olhando aquele lindo céu, que no próximo verão verei o pôr-do-sol todos os dias.

Oxalá!
Bisous,
Margot

Uhuh, meu primeiro post!

IMG_4144

Hoje inicio mais uma etapa da minha história, estou super empolgada e com aquele frio na barriga que sempre acompanham os momentos importantes.

Na verdade essa história começou há muito tempo, talvez eu não saiba direito quando nem onde mas o amor pelo papel estava lá.

Colecionei papel de carta, caderno de assinaturas de final de ano onde todos os amigos escreviam alguma coisa e cadernos de letras de música.

Adorava folhear os álbuns antigos de fotos da minha avó e lembro como gostava e gosto de cheiro de livro. Na volta às aulas encapar livros e cadernos era minha maior diversão.

Essas são só algumas lembranças da minha infância onde cadernos e livros me acompanhavam. Ao longo da vida passei a colecionar livros e tenho uma pequena biblioteca com os mais variados títulos.

Hoje o que mais quero é que os cadernos que crio acompanhem vocês por aí e que os levem para conhecer o mundo e compartilhem seus momentos felizes.

Assim meu coração estará em festa!

Bisous,

Margot